web space | free hosting | Web Hosting | Free Website Submission | shopping cart | php hosting

O Messerschmitt BF109-F4 "Franz"

          O Me-109 formou, juntamente com o Fw-190, a espinha dorsal da aviação de caça da alemã durante a 2ª Guerra Mundial. Entretanto, no início do conflito, essa função era realizada apenas pelo Me-109, que dominou os ares europeus para o Reich, conquistando forte reputação de um sólido caça durante as Campanhas da Polônia, França e principalmente durante a batalha da Inglaterra.

         Os ingleses subestimaram e muito esse caça, principalmente nos primeiros meses da guerra, acreditando que seus Hurricanes e especialmente os Spitfires eram aeronaves superiores. Isso talvez seja válido, se considerarmos apenas os primeiros modelos do Me-109.

         O Me-109 já havia sido muito bem utilizado durante a Guerra Civil Espanhola, e os pilotos alemães por terem tido muita experiência em combate conheciam perfeitamente bem do que ele era capaz, bem como o utilizavam com táticas operacionais superiores e modernas.

         Se os Me-109 não tivessem a limitada capacidade de permanecer combatendo por sobre os céus ingleses por apenas alguns minutos, durante a Batalha da Inglaterra, com certeza a história seria outra.

         De todos os aviões da 2ª Guerra Mundial, o Me-109 é provavelmente o que possui a mais interessante história. Tendo voado pela primeira vez bem antes de seu início, ele foi o único avião que permaneceu sendo produzido e aperfeiçoado ao longo da guerra. Isso era devido a seu sólido projeto, mas ao final da guerra sua pouca tecnologia trazia mais confiabilidade do que benefício a seus projetistas, visto que ele estava sendo utilizado em missões e operações nunca antes previstas, e consequentemente as realizava de modo precário.

       O total de Me-109 produzidos foi de cerca de 35 mil, sendo que variantes foram produzidas até 1956, mais de 20 anos após seu primeiro vôo.