web space | free website | Business Web Hosting | Free Website Submission | shopping cart | php hosting

Como combater os aviões japoneses
pelo  Major Richard Bong (maior ás dos Estados Unidos na 2ª Guerra Mundial)

Nota: O  Major  Bong escreveu essas notas há mais de 50 anos,
mas elas ainda estão atualizadas em seu conceito básico.

Da experiência que obtive e dod combates que participei, neste teatro de operações, contra diversos tipos de caças e bombardeiros japoneses, essas notas estão baseadas.

A defesa contra os caças japoneses é resolvida pela maior velocidade de nossos caças. Se você for atacado por cima, mergulhe e ganhe velocidade até atingir cerca de 350 mph, então nivele e inicie uma subida leve com a velocidade ganha. De um modo geral, os caças japoneses não irão atrás de você, neste mergulho, mas se excepcionalmente um o seguir, uma curva de 90° fará com que o japones fique para trás. Os controles ficam endurecidos quando em mergulho de alta velocidade, e eles não podem segui-lo numa curva rápida. Uma curva em direção do japones é sempre muito eficiente já que eles teem muito respeito pelo poder de fogo de nossos caças. Nunca deixe a velocidade abaixar doas 250 mph - é sua garantia de sobrevivência.

        As ações ofensivas, depende do número de inimigos, mas a tática mais acertada é atacar e fugir, visto que normalmente os caças japoneses possuem melhor manobrabilidade que os nossos, e são muito eficientes no combate dois contra um. Qualquer número de aviões japoneses podem ser atacados com segurança, se temos a vantagem da altura. Mergulhe sobre eles, escolha um como seu alvo, e concentre-se apenas nele. Recupere com uma subida leve, mas com velocidade, e retorne para outro ataque. Aeronaves isoladas ou pequenos grupos podem ser surpreendidas se atacadas por trás e ligeiramente por baixo, na maioria das vezes. O japones está com a vista obstruida ou não prestou atenção suficiente para ve-lo, e seu primeiro passe será suficiente para abate-lo.

         Contra bombardeiros, é mais seguro mergulhar diretamente na direção de sua cauda, com exceção do Betty e do Helen. Essas duas aeronaves, estão equipadas com canhões de 20 mm na cauda que cobrem um angulo de 30°, e o melhor a fazer e quebrar o ataque, antes que possa ser atingido pelo fogo inimigo.

Maj. Bong