web space | website hosting | Business Hosting Services | Free Website Submission | shopping cart | php hosting

 

O Sturmvogel ou Pássaro Trovão

          Os entusiastas da aviação sabem do grande significado histórico do Me-262, pois ele foi o primeiro caça a jato a entrar em operação de combate no mundo. Ao mesmo tempo que podemos afirmar que o projeto do Me-262 foi um feito excepcional para a engenharia aeronáutica, o que não falar do incrível fato que esse feito foi realizado pela então combalida indústria aeronáutica alemã. Seu projeto surgiu da necessidade alemã, como a última esperança da Luftwaffe, como uma super arma bélica, mas todos sabem que seria um milagre se ele tivesse podido alterar o quadro da guerra, pois a superioridade aérea aliada era esmagadora.

          O Me-262 era uma aeronave maravilhosa, mas não era uma super arma de guerra. Os melhores pilotos da Luftwaffe foram voá-lo, e muitos morreram quando isso. Como caça, o Me-262 mostrou apenas uma ligeira vantagem na relação de aeronaves abatidas / aeronaves perdidas e o principal entrave em seu desenvolvimento foram os motores, que nunca haviam sido produzidos anteriormente e representou verdadeiro desafio para os engenheiros, que trabalhavam com recursos limitadíssimos. Existe um mito popular que diz que o próprio Hitler causou enormes atrasos na produção do Me-262, visto que exigiu que a aeronave fosse produzida como caça-bombardeiro. Isto é na realidade uma meia verdade, já que essa orientação embora tenha realmente atrasado a colocação da aeronave em operação, não se compara com os problemas anteriormente citados nem com o tempo gasto com o treinamento de pilotos para esse tipo de missão. Os fatores que realmente contribuíram para o atraso da entrada da aeronave em operação foram os problemas com os motores e com os processos de fabricação.

          Apesar de todos os atrasos, do número limitado de aeronaves construídas (um pouco mais de mil), e do limitado número de pilotos capazes de operá-lo, o Me-262 tornou-se um terror para as forças aéreas aliadas quando entrou em operação. Era tão incrivelmente mais rápido que os caças aliados, que esses não podiam fazer absolutamente nada quando tinha que defender as formações de bombardeiros espalhadas pelo céu. O Me-262 era muito bem armado, capaz de derrubar vários B-17 com um simples passe de ataque (freqüentemente era equipado com 24 foguetes ar-ar, além de seus quatro canhões de 30 mm), além é claro de estar sendo pilotado pelos melhores pilotos da Luftwaffe.

          Era muito, mas chegou tarde na história. Prejudicado em certos fatores pela sua avançada tecnologia, o Me-262 sofria de uma série de problemas operacionais, como por exemplo a tendência de seus motores explodirem durante a decolagem, e os aliados rapidamente descobriram um meio, de utilizando seu massivo domínio e aéreo, derrubarem os Me-262 quando esses estavam vulneráveis - durante as decolagens e pousos. Tornou-se comum a presença de muitos Mustangs P-51, varrendo o território alemão, na procura de aeródromos em que os Me-262 pudessem operar. Por seu lado, a Luftwaffe passou a utilizar Me-109 e Fw-190 escoltando os Me-262 durante as decolagens e pousos !!!

          O Me-262 era produto de brihante realização tecnológica, empregada por motivos certos pelo lado errado da guerra.