web space | website hosting | Web Hosting | Free Website Submission | shopping cart | php hosting

O Encouraçado Tirpitz


Comissionado em 1941, o poderoso Tirpitz, da Marinha Alemã deslocava 42.900 toneladas, e tornou-se uma séria ameaça aos navios aliados. Irmão gêmeo do famoso Bismarck, o encouraçado tinha como armamento principal oito canhões de 15 polegadas. Ele participou de poucas ações durante a guerra, passando boa parte da guerra em águas norueguesas, onde era sempre uma ameaça aos comboios aliados que dirigiam-se para a Rússia. Sua presença obrigava aos aliados a manter um número razoável de navios em águas do Atlântico Norte de modo a se prevenir contra um ataque do encouraçado bem como a terem realizado diversos ataques, tanto com a RAF como com a Royal Navy, para afundá-lo.

O belo encouraçado

No dia 11 de setembro de 1944, 39 Lancasters dos Esquadrões Nº 9 e 617, decolaram da Inglaterra e rumaram para um aeródromo ao norte da Rússia, de onde decolariam para atacar o encouraçado que estava ancorado no Kaa Fjord, no norte da Noruega. Durante o deslocamento, alguns bombardeiros se perderam, e no final, apenas 27 decolariam no dia 15 de setembro para o ataque, com 20 aeronaves carregando bombas Tallboys.


Com montanhas encobrindo os Lancasters dos radares, o Tirpitz foi pego de surpresa. Uma das Tallboys acertou  o castelo de proa, atravessou a blindagem e explodiu dentro do navio. O choque causado por esta bomba e possivelmente por outras, que erraram por pouco o navio, também danificaram os motores. Todos os Lancasters retornaram em segurança até o aeródromo russo. Os alemães decidiram que não era econômico consertar o Tirpitz e ele foi transportado até Tronso, ao sul da Noruega, e passou a ser utilizado como posição semi-estática de artilharia pesada.

 

 

Um Lancaster lançando uma Tallboy


Os britânicos não tinham idéia da extensão do estrago causado, e por isso o Tirptiz foi atacado de novo no dia 29 de outubro, desta vez por 37 Lancasters que declaram de Lossiemouth, Escócia. Removendo-se a posição de artilharia superior e com a instalação de tanques extras, o Tirptiz podia ser agora alcançado diretamente da Grã Bretanha, embora fosse uma operação de 2.250 milhas.

O tempo estava ideal para o ataque, até que um inesperado vento cobriu o Tirptiz de nuvens, apenas 30 segundos antes que o primeiro Lancaster estivesse em posição de lançar sua bomba. Os 32 bombardeiros lançaram suas bombas, mas nenhuma atingiu o navio. Os alemães, desta vez, responderam ao ataque, lançando alguns caças.

 

 

O Tirptiz no Kaa Fjord

 

 

Imagem do 1º ataque

 

O ataque final acabou acontecendo no dia 12 de novembro de 1944, com 30 Lancasters dos Esquadrões Nº 9 e 617, decolando de novo da Escócia. Ingleses e russos já haviam  tentado por mais de 10 vezes afundar o navio, inclusive com submarinos, e por isso a Marinha alemã considerava-o invencível. As aeronaves estavam agora equipadas com novos motores  mais potentes, o Merlin 24, tiveram novamente a posição de artilheiro superior retirada, receberam tanques de combustível adicionais.

 

O tempo estava claro, quando o Wing Commander Willie Tait, liderou o ataque, aproximando-se do Triptiz numa rota não usual, voando baixo e vindo de terra para o mar, confundindo os caças, que decolaram tardiamente para poder interceptar a formação britânica. Para poderem lançar a grande bomba, os Lancaster tiveram que subir até pelo menos 12 mil pés.

 

Não havia cortina de fumaça, quando os Lancasters ultrapassaram a última montanha antes de terem o navio em vista. O encouraçado começou a brilhar de popa a proa, enquanto a sua anti-aérea começou a atirar. As bombas foram lançadas, e cada uma levava aproximadamente 30 segundo até chegar ao solo. Finalmente um grande clarão amarelo apareceu sobre o deck da proa e o Tirptiz tremeu quando atingido por duas Tallboys. Uma enorme explosão ocorreu nos depósitos de munição, e o navio emborcou, matando mil marinheiros. Apenas um Lancaster foi severamente atingido pela anti-aérea e teve que pousar em segurança na Suécia.

 

 

 

Imagens do ataque final

 

 

 

O final

 

 

Desenho da Tallboy

Cinco anos depois, uma companhia norueguesa, resgatou o navio e curiosamente recuperou uma porta com a inscrição Gegen England (Contra a Inglaterra)

The Tirpitz bulkhead salvaged from the ship and presented to 9 and 617 Squadrons

Tal peça foi montada numa base e entregue pela Royal Norwegian Air Force ao Comando de Bombardeiro em comemoração a amizade e cooperação das duas forças durante a 2ª Guerra Mundial. Durante muito tempo, os elementos dos dois esquadrões diziam que foi a bomba lançada por um de seus aviões que afundou o encouraçado. Essa dúvida nunca será esclarecida. Após permanecer na Base de Binbrook, local onde os dois esquadrões operaram, fFinalmente em 2002, essa peça foi doada ao Museu do Comando de Bombardeiro onde permanece como memorial desses dois famosos esquadrões.

Com o afundamento do Tirptiz, Hitler perdeu seu último navio que poderia fazer algo nos mares, marcando também o naufrágio da Marinha alemã.